Newsletter

Autenticação

Nº de visitantes desde 15-01-2011

Cerimónia Solene

No dia 7 de Fevereiro, a Freguesia de Marvila assinalou orgulhosamente os seus 50 anos com uma cerimónia solene no Auditório Principal do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) e a inauguração da sua exposição comemorativa Marvila 50 anos de História, uma Freguesia de Futuro, no Feira Nova da Bela Vista.

As comemorações começaram pela manhã com a realização de uma missa comemorativa na Igreja de Santo Agostinho de Marvila, a qual contou com a presença dos párocos da freguesia, Luís Leal e Francesco Ervas, e do Padre José Alcobia.

Ao início da tarde, realizou-se uma cerimónia solene, no auditório principal do ISEL, a qual contou com a presença do Presidente da Câmara de Lisboa, António Costa, do Secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão, do presidente do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), Nuno Vasconcelos, e de muitos outros ilustres convidados.

alt

No seu discurso de boas-vindas, o Presidente da Freguesia de Marvila, Belarmino Silva, agradeceu a presença de todos e referiu que “a partir de hoje e até finais de Junho

próximo, iremos comemorar, com a ajuda de todos os marvilenses, das instituições e das empresas locais, os cinquenta anos da nossa história” com várias iniciativas. Desta forma, Belarmino Silva apelou à participação de todos, pois só assim poderemos “desbravar o futuro e fazer crescer ainda mais esta freguesia dentro da nossa Lisboa”.

Na sequência deste apelo, Jorge Máximo, tesoureiro da freguesia de Marvila, fez uma breve apresentação do programa de comemoração do cinquentenário da freguesia, o qual conta com inúmeras iniciativas centradas em áreas como a cultura, o ambiente, o desporto ou a educação, sendo a primeira a exposição comemorativa Marvila 50 anos de História, uma Freguesia de Futuro, que se encontra no Feira Nova da Bela Vista, e que estará disponível nesta grande superfície até Junho.

alt

Foi ainda com grande emoção que todos os presentes puderam assistir a uma homenagem a todos os ex-autarcas de Marvila, nomeadamente aos ex-presidentes de executivo e ex-presidentes da assembleia de freguesia, que foram chamados ao palco para receberem um merecido aplauso de todos os presentes e um agradecimento público pelo trabalho que efetuaram na nossa freguesia.

Um dos momentos mais relevante desta ocasião consistiu na apresentação e assinatura do protocolo entre a Câmara e o IHRU, para a execução do Viver Marvila, um Programa de Reabilitação e Desenvolvimento Integrado para seis dos bairros da freguesia: Armador, Condado, Lóios, Flamenga, Amendoeiras e Olival.

No seu discurso, o presidente da CML, António Costa, referiu que a reabilitação do edificado é apenas um dos aspetos do programa, o importante é que "Marvila não pode continuar a ser periferia, deve ser uma nova centralidade".

alt

O autarca mencionou os novos equipamentos que vão ser construídos na freguesia, como o novo Instituto Português de Oncologia e o novo Hospital de Todos os Santos, afirmando que estes "vão trazer serviços complementares e nova população residente". Referiu ainda que as novas acessibilidades rodoviárias e ferroviárias (Terceira Travessia do Tejo, TGV, etc.) irão provocar uma melhoria nos sistemas de transportes que servem a zona. Adiantou também que um novo mercado e novas escolas estão a ser construídos, que vai surgir um novo parque na zona do Vale Fundão e que uma ponte pedo-ciclável e as ligações do "corredor verde" até Monsanto vão conectar Marvila à restante malha urbana da cidade.

O protocolo assinado é mais uma peça no processo de requalificação de Marvila e "não é um mero protocolo de intenções, é mais um passo para a recuperação da confiança necessária ao desenvolvimento do trabalho e à concretização das obras de requalificação da freguesia", concluiu António Costa.

No seu discurso, o Secretário de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, João Ferrão, considerou que "este protocolo representa a entrada num novo ciclo, devolvendo Marvila à cidade e a cidade a Marvila", destacando o envolvimento de diversos parceiros e a participação da população na sua concretização. João Ferrão apelou à "parceria, proximidade e participação" como condições para que "todos possamos transformar esta esperança em realidade".

No final da referida cerimónia, os presentes deslocaram-se ao Feira Nova da Bela Vista para assistir à inauguração da exposição Marvila 50 anos de História, uma Freguesia de Futuro, onde puderam não só assistir a um fantástico concerto da Banda da ACULMA, como fazer uma viagem pelo passado, presente e futuro de Marvila.

 

Press Release

 

 

alt